Make your own free website on Tripod.com

                                                 

Banda   Eva

A Banda Eva surgiu na primavera de 93.
Os diretores do Bloco Eva, que já existe há 17 anos, jogavam futebol numa chácara em Salvador, na Estrada
Velha do Aeroporto. Eles resolveram montar uma banda e juntaram as siglas, que formaram Banda EVA.

Componentes
Ivete Maria Dias de Sangalo - vocalista
Alexandre Lins - percussionista
Paulinho Andrade - saxofonista

         ivetepandeiro.jpg (38120 bytes)
Marcelo Alves - tecladista
Moisés Gabrielli - baixista
Rudnei Monteiro - guitarrista
Toinho Batera - baterista                                      
Márcio Brasil - percussionista
Rose Alvaia - backing vocals
Patrícia Sampaio - backing vocals
Isabel Andrade e Sidney - produtores                               
Lázaro- técnico
André- técnico
Marcelo Santos- técnico
Moisés - técnico
Carneiro - segurança

A mais grata surpresa da música baiana nos últimos anos chega ao seu quarto disco: a Banda Eva. Apontada como a banda revelação do carnaval há dois anos, no seguinte estourava em todo o país e atingia milhares de pessoas com sua música contagiante. Seus shows tornaram-se os mais disputados e a cantora Ivete Sangalo escolhida como a musa da nova geração de vozes da Bahia. A banda não só volta tão afiada quanto em Hora H, o disco anterior, como repete a produção do expert Mazzola no mais novo terremoto sonoro chamado Beleza Rara. 

São ao todo doze canções, mais um bonus track em espanhol do sucesso antecipado de "Química Perfeita", onde a desenvoltura e o talento musical da Banda Eva puxam um álbum que funde mpb, axé, merengue, samba, reggae, baião com uma latinidade deliciosa. A voz envolvente e bela de Ivete pontua as músicas com uma energia e delicadeza de arrepiar. Não foi a toa que Maria Bethânia publicamente demonstrou sua satisfação com a cantora e a banda.  Gravado no estúdio do Impressão Digital, no Rio de Janeiro, Beleza Rara ganha o ouvinte já na primeira audição. O Disco, que já está leventando a massa na Bahia e n'outros pontos do Brasil, abre com a suave batida de "Beleza Rara" (Ed Grandão/Nego John), e emendando com o sacolejo vibrante de "Levada Louca" (Gílson Babilônia/Lula Carvalho/Alain Tavares) e a alegria de "Onda de Desejo" (Carlinhos Marques/Cabral).  O grito de guerra e orgulho da incendiante "Eva, o Bloco" (Clori Roger) prova bem o que é o Eva na cena da música baiana: uma das bandas de maior credibilidade e estouro na terra de todos os santos. "Saudade do Ilê" (Clovis Cruz/Gilberto Timbaleiro) confirma que o grupo, seguindo a voz de Ivete, procura se afastar dos clichês. Uma boa prova é o arranjo personalíssimo e abolerado para a nova versão de "Menino do Rio", clássico de Caetano Veloso.  O cantor Netinho faz uma participação especial na gostosa fusão da música latina e baiana em "Química Perfeita", da dupla Peña y Guadalupe (com letras em português de Gê Alves Pinto). O título da música já diz tudo: o encontro das duas vozes e ritmos mil é para estourar Brasil afora.
O terreno grita mais forte no forró de zabumba de "Tic, Tic, Tac", de Braulino Lima. A batida de "É Agora" traz a primeira contribuição da compositora Ivete Sangalo para o disco, ao lado do saxofonista da Eva, Paulinho Andrade. Para provar que não é somente dona de uma voz poderoza e versátil, Ivete compôs sozinha a bonita "Chorando Saudades", uma canção romântica que se coloca entre as melhores da banda.

A Banda Eva fecha a tampa do Candeal com as eletrizantes & apaixonadas "Idioma da Paixão" (David Sales) e "Amei Demais" (Mônica Sangalo). Beleza Rara é uma coleção brilhante e sedutora da musicalidade de um grupo afinado com uma cantora afiada de gogó. Uma cozinha poderoza, associada a um baixo pulsante, com guitarras e teclados na medida certa e um sax no contraponto, estentde o tapete sonoro ideal para o talento de Ivete.
Essa é a beleza rara da Eva. Então não vai levar susto se qualquer ponto do país se transformar, de uma hora pra outra, numa Praça Castro Alves, num Campo Grande, no Farol da Barra ou mesmo numa nova Ladeira do Pelô. Deve ser a banda passando, alegre e elétrica, com o sucesso mais do que merecido através desse Brasilzão, com um disco na mira para estourar...outra vez!

                                                             Clique aqui para voltar