Make your own free website on Tripod.com

Bloco Eva

Quando, no final dos anos 70, um grupo de integrantes do Grêmio do Colégio Maristas de Salvador costumava-se reunir num sítio na Estrada Velha do Aeroporto, talvez nenhum deles imaginasse o que viria resultar daqueles encontros regados a muita serenata e longos bate-papos.

eva bloco 2.jpg (61322 bytes)

Foi, aliás, num destes bate-papos que nasceu a idéia de criar um bloco de carnaval que pudesse reunir os adeptos das festas que eles já costumavam promover no Grêmio. Nascia ali o Bloco Eva, batizado assim exatamente por conta da abreviação do nome Estrada Velha do Aeroporto e, ao mesmo tempo, porque era aquele local o paraíso dos garotos festeiros. O Bloco desfilou pela primeira vez no ano de 1980 e imediatamente destacou-se como uma novidade no carnaval da Bahia, principalmente por ter seu trio transformado em palco de algumas grandes estrelas, então dando seus primeiros passos no hoje disputadíssimo mercado da Axé Music.

Nomes como Ricardo Chaves, Daniela Mercury e Durval Lélis, do Asa de Águia, foram atrações do Bloco mais festejado da capital baiana. Por conta desta trajetória de sucesso e vendo que a música produzida na Bahia viria a ser mesmo o carro chefe de desenvolvimento do Estado, o Bloco Eva passou a investir para se transformar num forte grupo empresarial atuando na área de entretenimento. O primeiro passo para isso foi garantir a estabilidade do Bloco, fortalecendo-o como preferido entre o público jovem e formador de opinião. Assim foi quando decidiu inventar o carro de apoio – idéia imediatamente seguida por todos os demais blocos. Foi também assim quando, vendo que a famosa mortalha trazia incômodos para os associados, decidiu adotar o abadá como fantasia e, mais uma vez, foi seguido pelos demais.

eva bloco.jpg (41257 bytes)

No carnaval de 98, o Eva deu mais uma prova de seu espírito inovador: trocou o abadá pela beca e, com aprovação unânime dos foliões, nasceu a roupa do carnaval, totalmente distanciada do conceito de fantasia.

                                                                   Clique aqui para voltar